top of page
  • Foto do escritorKamilla Póvoa

Empreendedor e mentor do Programa de Incubação da TEC é exemplo de novo mercado em matéria do jornal O Globo




Reuniões virtuais estão cada dia mais frequentes no mundo corporativo, e as exigências de qualidade e segurança nas transmissões estão cada vez maiores.


A Congresse-me, uma das startups desenvolvidas pelo empreendedor e mentor da TEC Luiz Gustavo Borges, está virando referência nessa área. Com a experiência de mais de 1.000 eventos, a startup já participou de um Congresso da Unesco transmitido em quatro idiomas. 


"A qualidade da transmissão é fundamental para essas conferências e congressos, instabilidade da internet, áudio de má qualidade, tudo isso pode comprometer um debate e causar problemas. Por isso, os executivos e líderes cada vez mais procuram por estruturas personalizadas na hora de realizar esses encontros", explica o Gustavo Borges.


O empreendedor foi entrevistado pela equipe do caderno Negócios e Leilões do jornal O Globo. A reportagem foi destaque na editoria nesta segunda-feira (01/04). 


Luiz Gustavo Borges foi incubado na TEC com a startup MePassaAí, que teve clientes em 115 países. Hoje, ele compõe o time de mentores da TEC incubadora e, por meio do Programa Startup Campos, está incubado com seu novo projeto, o Clube Arte.

34 visualizações

Comentarios


bottom of page